Positive Company

O guia do servidor público de como se organizar financeiramente

O Guia do servidor público de como se organizar financeiramente vai ajudar você a se planejar antes, durante e depois de passar no concurso.

na imagem uma estudante ocupada estudando utilizando papéis e o computador | O guia do servidor público de como se organizar financeiramente
Foto: wayhomestudio / Freepik

Em uma das nossas lives, que ocorrem todas as segundas-feiras no instagram e no youtube, uma das nossas convidadas, a servidora pública, Nathy Bueno, concursada do estado de Minas Gerais, disse a seguinte frase “a vida depois da posse não é perfeita” e ela falava exatamente do aspecto financeiro da coisa. Isso porque muitas pessoas estão diariamente se dedicando aos estudos ou já são concursadas, mas se encontram neste limbo da desorganização financeira.

Foi pensando nisso que planejamos este texto cheio de dicas para você que está se organizando para prestar concurso ou para você que já é concursado, mas não sabe como fazer o seu dinheiro trabalhar para você. 

Vem com a gente aprender a como se organizar financeiramente!


O que você vai aprender:


Me preparando para ser um servidor público

Você, provavelmente, já ouviu muito sobre organizar estudos, otimizar resultados, resumos, provas, redações e outros assuntos que estão dentro do universo dos concurseiros. Entretanto, é quase certo que você pouco ouviu falar sobre a importância do planejamento financeiro para esse período de estudos. Estudar para um concurso é algo que demanda tempo e muito empenho, o que significa que suas formas de renda podem ficar um pouco comprometidas. Além disso, existem alguns bons gastos que estão atrelados diretamente aos seus estudos. 

Pronto! Agora você pode estar se perguntando: se ter renda fica mais desafiador, o que eu vou fazer pra dar contas dos gastos?

O primeiro passo você já está dando, que é buscar por informação. O segundo é: coloque em prática as dicas que você terá neste artigo. Aqui vamos trazer como você pode se preparar para passar de maneira mais tranquila o período de estudos e, também, vamos dar dicas do que fazer depois que você tomar posse.

Lembre-se que se organizar financeiramente para os concursos, tem a mesma importância que as disciplinas e o seu planejamento de estudos. Ou seja, sem se organizar não tem posse no concurso, não tem segurança financeira e muito menos investimentos para o futuro. Sendo assim, faça da organização financeira a sua grande aliada. Ela vai garantir que dinheiro não seja mais uma preocupação na hora da prova.

Por que me organizar financeiramente?

na imagem jovem estudante sentada à mesa e usando um notebook | O guia do servidor público de como se organizar financeiramente
Foto: Freepik

Vamos começar dizendo que se você não fizer isso, ninguém fará por você. Pode parecer meio óbvio, não é verdade? Mas muitas pessoas deixam suas finanças em segundo plano, como se estivessem esperando que alguém cuidasse delas. Mas, uma coisa é certa, se você não cuidar do seu dinheiro, ele ficará cada dia mais distante do seu bolso e aquela sensação de segurança pode se tornar uma grande ilusão. 

Além disso, se organizar financeiramente irá te ajudar em:

  1. saber os seus limites de consumo;
  2. ter menos preocupações ao prestar um concurso;
  3. liberdade para fazer escolhas;
  4. adquirir materiais de qualidade e de efetividade mais alta;
  5. não perder um concurso porque não tinha o dinheiro da inscrição;
  6. passar pelo período de estudos com mais calma;
  7. preparar o futuro que tanto sonha;
  8. realizar sonhos que antes pareciam distantes;
  9. ter uma segurança real da sua aposentadoria;
  10. conquistar sua liberdade financeira.

E aí, já se convenceu da necessidade de se preparar financeiramente para os concursos e para o seu futuro? 

Cuidados para não passar perrengue

Quando vamos sair de casa à noite, sempre buscamos nos certificar se sair naquele horário é algo seguro. Fazemos isso, pois é natural que nós busquemos sempre agir com o máximo de segurança possível e, não diferente de outros momentos, ir atrás da aprovação também deve ser algo bem pensado em todos os aspectos, inclusive, a sua segurança financeira. 

Com os custos e as despesas que os estudos e próprio concurso acabam demandando, é necessário a elaboração de um planejamento. Portanto, para isso, há algumas perguntinhas que você precisa se fazer para identificar quais são os cuidados que se deve ter para não passar perrengue durante esse período.

  • Qual é o meu ganho total no mês? (pode ser a média)
  • Como eu ganho o meu dinheiro?
  • Quais são as minhas despesas? 
  • Como estão as minhas dívidas?
  • Irei me dedicar parcialmente aos estudos ou integralmente? 
  • Como terei renda para custear meus estudos?
  • Há algo que posso fazer para obter renda e ainda assim estudar com tranquilidade?
  • Como estou destinando meu dinheiro?
  • Meu plano de estudos é condizente com o meu dia a dia?
  • Como são meus prazos de estudo?

Como se organizar financeiramente para prestar concursos

Agora que você já respondeu as perguntinhas, você já possui um panorama de como está a sua rotina, seu dinheiro e quais são os pontos que vão precisar de um olhar um pouco mais atencioso. Você precisa ter clareza que seus gastos estão atrelados aos seus prazos e a sua rotina, por isso, busque sempre se organizar de forma realista, com o famoso “pé no chão”. Para que você possa se organizar financeiramente, abaixo deixamos algumas boas dicas. 

Faça um controle financeiro

Essa é uma regrinha básica para quem quer andar na linha com o dinheiro. Você precisa se dedicar ao seu controle, seja através de uma planilha ou por um aplicativo no seu celular. É necessário saber o quanto tem de renda, quais são seus gastos fixos e sazonais e quais são os seus gastos dispensáveis. Fazer essa conta irá te ajudar a ver quanto poderá e terá que destinar para que em épocas de provas não fique com uma preocupação a mais.

Mantenha uma reserva de segurança

A reserva de segurança, também chamada de reserva de emergência, é uma forma na qual você pode se precaver de qualquer imprevisto que surgir no meio do caminho. É indicado que a reserva seja constituída de 6 a 12 vezes o valor que você gasta mensalmente. Incluindo tudo, desde gastos fixos aos mais temporais. A reserva vai te ajudar a não ter que mover o dinheiro destinado ao concurso para suprir uma demanda de emergência.

Determine seus limites

Você já parou para pensar o quanto de dinheiro destina para cada coisa que você deseja comprar? Talvez nunca tenha pensado nisso de forma abrangente, olhando todas as áreas da sua vida. Mas, temos que dizer que esse é um bom momento para fazer isso, pois durante o período dos estudos, às vezes, o dinheiro não é tão farto. Deste modo, pegue o seu controle financeiro e analise quais são os gastos que podem ser reduzidos e quais são dispensáveis. Defina limites por área e seja fiel ao seu planejamento de gastos.

Imponha metas claras

Ter metas claras é algo que você já sabe a importância, correto? Afinal, tomar a decisão de prestar concurso é um grande exemplo disso. Deste modo, impor metas financeiras também são muito importantes, pois assim você terá um caminho a seguir e um objetivo a conquistar. Quando tratamos sobre se planejar para os concursos, você pode atrelar as suas metas ao seu plano de gastos, que é o nosso próximo tópico.

Tenha um plano de gastos 

Prestar concursos não se trata apenas de ler algumas páginas de livros, fazer algumas anotações e ir até o local de prova. Na verdade, é bem mais que isso! Quando se é concurseiro você pode ter que se atrelar a outras atividades, remuneradas ou não, como ter que conciliar estudos com a rotina de ser mãe ou pai, ajudar nas tarefas de casa ou ter que adaptar tudo a sua rotina do trabalho convencional. Em meio a tudo isso, os estudos demandam tempo, dedicação e, claro, dinheiro para bancar as apostilas, livros, cursinhos, alimentação, materiais de escritório, inscrição, transporte,  hospedagem, etc.

Sendo assim, ter um plano de gastos vai te auxiliar a passar por esse período com mais calma, assim, você poderá focar ainda mais no seu objetivo final. 

Pensando nisso, montamos um exemplo de matriz de gastos. 

Nessa matriz, você pode estimar o quanto de dinheiro irá destinar para aquele concurso X e, assim, se preparar financeiramente.

O guia do servidor público de como se organizar financeiramente

PASSEI! E agora? Como me planejar financeiramente como servidor/a público/a

Jovem barbudo surpreso e animado com uma camisa xadrez e a boca aberta, gritando e apontando para o céu com as duas mãos sobre a parede amarela |  O guia do servidor público de como se organizar financeiramente
Foto: nakaridore

Se você já é servidor público, está na hora de começar a dar os próximos passos para conquistar a sua liberdade financeira. Saiba que não se pode contar somente com a segurança que a carreira pública oferece, é preciso se prevenir para cenários desafiadores que podem se desenhar e, também, se planejar para realizar seus sonhos e ter um futuro mais tranquilo e próspero. O agora é o momento ideal para você se organizar financeiramente e buscar formas de fazer o dinheiro trabalhar para você!

3 motivos para se organizar financeiramente

Não ache que está em terreno seguro

“Vou fazer concurso porque é muito seguro financeiramente”, calma que as coisas não são tão perfeitas assim. Quando se é servidor público, existem sim muitas seguranças, mas, mesmo assim, há outras incertezas, como atrasos ou parcelamento dos salários, entre outros pontos que podem pesar no seu bolso. Desta forma, uma organização financeira pode te ajudar a evitar que períodos de recessão te afetem de maneira prejudicial.

Pense no seu futuro e no da sua família

Quantos sonhos você possui? E você já está se organizando para conquistar todos eles? O planejamento financeiro é o seu passaporte para essas realizações! Através dele, você poderá traçar metas alcançáveis e conquistar a sua liberdade financeira.

Está na hora de investir

A segurança, provavelmente, é algo que você preza muito, não é verdade? Por isso, investir é um super motivo para você se organizar financeiramente, já que a partir daí você vai obter suas realizações e poderá promover um futuro mais próspero para si e para sua família. Além de conquistar a tão sonhada e agradável liberdade financeira. Há duas vertentes nas quais você pode investir, uma mais conservadora, os chamados investimentos em renda fixa e um tipo mais arrojado, a renda variável. É possível mesclar os dois tipos de investimentos também, o seu perfil de investidor (a) vai contar bastante nessa parte. 

Renda Fixa para reserva de emergência

A renda fixa é muito utilizada por pessoas que prezam pela segurança e não se importam em ter uma rentabilidade mais baixa. Sendo assim, este tipo de investimento é para pessoas que não querem se arriscar com os investimentos mais arrojados. Porém, outro fato é que é na renda fixa que deixamos a nossa reserva de emergência, seja no tesouro selic ou em um CDB de liquidez diária que renda no mínimo 100% do CDI. 

Renda Variável para ser feliz

A renda variável é para aquela pessoa que já possui um perfil mais moderado ou arrojado. Lembrando que o risco x retorno é bem atrelado aqui, ou seja, quanto maior o risco, maior a rentabilidade. E não se engane ao achar que por ser mais arriscado, a renda variável não pode ser segura. Baseando-se em estudos e buscando conhecimento, a renda variável pode ser sua fiel aliada no aumento de patrimônio.

Planeje seus investimentos

Planejar seus investimentos está totalmente conectado ao fator estudo. Exatamente como foi preciso buscar conhecimento para passar no concurso, para obter sucesso nos investimento também é necessário que haja esse comprometimento e dedicação. Afinal, não existe investimento milagroso com alta rentabilidade do dia para a noite.

Pensando assim, para começar a planejar os seus investimentos, comece investindo em conhecimento. Estude sobre os mercados, os tipos de rendas e busque formas de como se tornar um investidor de sucesso – temos um texto com um checklist completinho aqui no blog. 

Antes de investir se certifique também que suas contas estão em dia, que seu planejamento está bem estruturado e fique atento a sua reserva financeira. Feito tudo isso, abra sua conta em uma corretora de investimentos e coloque todos os seus aprendizados em prática.

Servidor Público não tem que se preocupar com aposentadoria… Você tem certeza disso?

Você tem certeza que servidor público tem futuro e aposentadoria garantida? Bem, em alguns aspectos você pode estar coberto/a de razão, mas não se pode contar com isso. São muitas as pessoas que se encontram em uma situação desafiadora por acreditarem que somente a aposentadoria é o bastante para promover um futuro de tranquilidade e realizações. 

Esperamos que você tenha entendido que não se pode contar com as incertezas do futuro, por isso, se planejar financeiramente e investir do jeito certo é a chave para conquistar a tranquilidade e a estabilidade financeira daqui alguns anos.

Ter um futuro tranquilo dependerá de você! 

Agora você entende que devemos ter a organização financeira como a nossa maior aliada em qualquer momento das nossas vidas, seja antes, durante ou depois do concurso. 

Se as finanças estão em dia, o casamento perfeito é celebrado com os investimentos. Eles podem proporcionar a conquista de sonhos, objetivos e tranquilidade para o nosso dia a dia. 

Chegou aquele momento em que você se pega pensando “Ok, Patrícia! Como que eu começo a fazer isso?”. 

A resposta está logo aqui abaixo. 

Se você quer se organizar e começar a traçar um futuro mais seguro e tranquilo, clica aqui no banner e se inscreva na superlista de espera da nova turma do Novatos da Bolsa. O Novatos é o curso que pega na sua mão e te ensina o passo a passo para você sair do zero e se tornar um investidor ou investidora no mercado de ações.

Estamos esperando por você!

Seja um investidor de sucesso! Está aberta a lista de espera para o curso que irá te ajudar a fazer o dinheiro trabalhar para você. Se inscreva no Novatos da Bolsa,

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: