Positive Company

Entenda o que é o trinômio do investidor

O trinômio do investidor é a união de três princípios básicos essenciais para a composição de uma carteira equilibrada e de sucesso.

Texto: Entenda o que é o trinômio do investidor e suas aplicações

Você sabia que existe um trinômio do investidor que é super importante para todas as pessoas que estão no mercado financeiro? 

Falar isso não é um exagero e nem algo que você terá que se preocupar somente quando tiver grandes investimentos. Afinal, os pilares que sustentam esse sistema de trinômio estão presentes na vida dos mais diversos investidores, do iniciante ao avançado, pois eles regem as escolhas e são, por vezes, os que orientam se aquele investidor irá ou não ter sucesso em suas escolhas.

O trinômio do investidor possui um paralelo, o tripé de investimentos, entretanto, dentro da minha metodologia POSI que é desenvolvida e aplicada pelo Centro de Treinamentos de Investimentos Positive Company, existem algumas mudanças que são ensinadas aos nossos alunos.



O que você vai aprender:



O que é o trinômio do investidor?


O trinômio do investidor é composto por três pilares que sustentam a base de todas as decisões de um investidor. Ele possibilita que cada investidor faça suas escolhas baseadas no perfil, logo, cada tipo de perfil dará um peso diferente aos pilares. Por exemplo, investidores com um perfil mais arrojado dão menos peso ao pilar segurança e mais peso para a rentabilidade.

Ao contrário do que muitos pensam, o trinômio não é algo importante somente aos investidores experientes, afinal ter conhecimento sobre o assunto é essencial também a quem está iniciando já que possibilitará que as escolhas de investimentos sejam mais assertivas e eficazes.

A composição do trinômio do investidor

Rentabilidade, ou seja, o retorno que determinado ativo dará a você.

Prazo, se trata do período que determinado investimento será executado.

Segurança, esse é o aspecto que mede a aversão ao risco do investidor.


Como os pilares do trinômio do investidor influenciam suas decisões

O trinômio do investidor está presente em todas as suas decisões no mercado financeiro. Ele te guia através de três perguntas que vão de encontro ao seu planejamento financeiro e às suas metas nos investimentos.

Esse é mais um motivo para você compreender a necessidade de possuir um bom planejamento financeiro além de metas de investimentos bem claras.


Qual o prazo pretende ficar com esse investimento?


Primeiramente, comece analisando o prazo que você está disposta/o e necessita estar presente naquele investimento. Leve em consideração o objetivo final, por exemplo, investimentos para aposentadoria são, geralmente, pensados para longo prazo. Desse modo, orientar-se pelo tempo é uma boa forma de se projetar para os outros dois pilares do trinômio do investidor, como o pilar de segurança que veremos a seguir.

Um outro traço que influencia e causa impacto nas suas decisões é a segurança, que é uma característica que difere perfis mais arrojados e os mais conservadores.

Antes de qualquer investimento sempre se pergunte: “Qual é o nível de risco que estou disposta/o a correr?”. Ao responder essa questão, o terceiro ponto é evidenciado. Afinal, a rentabilidade será fruto das respostas anteriores.

A rentabilidade é uma junção das decisões anteriores, de modo que ela segue a regra maior do mercado que é: quanto maior a sua projeção de rentabilidade, maior será sua exposição ao risco. Essa é a lei do mercado!

Além disso, ela pode se desdobrar nos seguintes pontos:

Rentabilidade alta + prazo curto = segurança baixa

Segurança alta + prazo curto = rentabilidade baixa

Rentabilidade média/alta + segurança alta = prazo longo


Como analisar


Texto: Entenda o que é o trinômio do investidor e suas aplicações

Agora que você já conhece quais são os três pilares do trinômio, já está pronta/o para entender como analisar e fazer uma estratégia mais eficaz para seus objetivos.

Ao elaborar seu plano de investimento procure realizar um balanceamento entre cada pilar para manter o equilíbrio da sua carteira.

Obviamente, alguns pontos serão mais interessantes para cada estratégia. Por exemplo, para obter uma rentabilidade mais alta, uma estratégia de curto prazo como o day trade é mais interessante. Porém, não contará com aspecto de segurança tão alto.

Se opondo ao day trade, uma estratégia buy and hold não está pensando na valorização no curto prazo e sim nos retornos de longo prazo, logo, a segurança para essa estratégia é mais importante e possui um peso maior.


Segurança

É um ponto forte para estratégias de longo prazo e para pessoas que possuem o perfil mais conservador. Estudar sobre a escola de análise fundamentalista, sobre as empresas e produtos da renda fixa, além de entender a dinâmica do impacto político-econômico nos investimentos é uma ótima forma de preparar para fazer análises em que a segurança possui um peso maior na sua carteira.


Rentabilidade

Pessoas que buscam altas rentabilidades possuem um perfil mais arrojado e moderado. Elas estão mais dispostas a correrem risco e, por isso, precisam estar atentas aos gráficos. A melhor forma para obter rentabilidades altas no curto prazo é o aprofundamento na escola de análise gráfica. Conhecer essa escola é essencial para desenvolver a habilidade de reconhecer os pontos de entrada e saída e evitar perdas e potencializar ganhos.


Prazo

O prazo é a linha tênue que diferencia os tipos de estratégia, por isso, antes de aplicar qualquer investimento, você precisa saber por quanto tempo está disposto a estar naquela determinada operação e, a partir daí, aplicará a influência dos demais pilares.

Para definir o prazo de cada investimento é preciso que você tenha clareza nas suas metas. Por exemplo, possui o objetivo de viajar em alguns meses e precisa levantar uma determinada quantia. Pensando nessa meta, a rentabilidade é mais forte que a segurança.

Entretanto, caso esteja com o objetivo de comprar uma casa, a segurança que seu dinheiro esteja rendendo e não sendo desvalorizado é mais forte, dando outro aspecto ao modo que irá investir. Portanto, perceba que cada pilar terá uma influência diferente de acordo com o tipo de objetivo.


Texto: Entenda o que é o trinômio do investidor e suas aplicações

Como escolher os ativos certos para o meu perfil?

Agora que ficou mais transparente e evidente a necessidade de trabalhar o trinômio do investidor, você pode começar a realizar seus investimentos de maneira mais assertiva.

Se você ainda não conhece seu perfil de investidor, recomendo que busque a ferramenta dentro do portal da sua corretora.

Para escolher os ativos ideais para seu perfil, recomendo que estude sobre os tipos de investimentos existentes de modo detalhado, pois tanto a renda variável quanto a renda fixa possuem investimentos interessantes, mas também há alguns que é melhor ficarmos afastados.


Para você fixar bem:

  • O trinômio do investidor é composto por rentabilidade, prazo e segurança;
  • Antes de investir é preciso ter clareza no objetivo de cada aplicação;
  • Para fazer boas escolhas é necessário estudar sobre o mercado;
  • Nem toda indicação é pertinente ao seu perfil de investidor;
  • A regra do mercado é: quanto maior a rentabilidade, menor a segurança;

Deixe um comentário